• QUIABO

Nome popular: Quiabo, gombô.

 

Nome Científico: Abelmoschus esculentus (L.) Moench

 

Características: É um arbusto originário da África, rústico e tolerante à acidez elevada do solo. Seus frutos são ricos em Vitamina A, B1, C. Geralmente atinge de um a dois metros de altura, e seus frutos imaturos, que são cápsulas que contêm grandes sementes redondas, são consumidos cozidos ou fritos. Essas vagens, quando picadas e aquecidas, liberam uma substância viscosa mucilaginosa muitas vezes conhecida como baba do quiabo, que algumas pessoas apreciam e outras não. Para diminuir a quantidade de mucilagem, as vagens inteiras podem ser fritas rapidamente, ou podem ser cozidas com a adição de ingredientes ácidos como suco de limão, vinagre ou tomates. Sua adição a sopas e caldos age como um espessante natural destes pratos.


Lua de plantio: Crescente.


Plantio: Deixe as sementes em um recipiente com água por um dia para apressar a germinação, que ocorre então em aproximadamente uma semana. É pouco exigente em água. A planta necessita de boa luminosidade, com pelo menos algumas horas diárias de luz solar direta.

Época e regiões para plantio: O quiabo é cultivado principalmente em regiões tropicais, crescendo bem apenas em temperaturas acima de 20°C. Em regiões sujeitas a temperaturas mais baixas, o quiabo pode ser cultivado em estufas agrícolas. Frio intenso pode provocar queda de flores e frutos.

 

ÉPOCA MAIS RECOMENDADA PARA PLANTIO

ESPÉCIE

Sul

Sudeste

Nordeste

Centro-Oeste

Norte

Quiabo

out./dez.

ago./mar.

ano todo

ago./fev.

ano todo

 

Solo e irrigação: Cultive o quiabo em solos férteis, bem drenados e ricos em matéria orgânica. O pH ideal do solo está entre 6,0 a 6,5. Irrigue de forma a manter o solo sempre úmido, sem que fique encharcado. Plantas adultas são relativamente tolerantes a curtos períodos de seca.


Colheita: A colheita normalmente começa entre 60 a 80 dias depois do plantio, e pode continuar por alguns meses em boas condições de cultivo. O quiabo deve ser colhido quando está bem desenvolvido, mas ainda tenro, com uma tonalidade brilhante, o que ocorre geralmente 6 ou 7 dias depois da polinização e início da formação do fruto. Maduro, o quiabo pode se tornar fibroso.


Consumo: Para aumento da sua vida pós-colheita, deve ser armazenado e transportado sob refrigeração. Geralmente é consumido cozido, refogado ou frito, como ingrediente principal em pratos típicos da Região Nordeste (caruru) e de Minas Gerais (frango com quiabo). São também comestíveis as folhas e os cálices das flores, sendo geralmente consumidos cozidos. Algumas variedades cultivadas que têm folhas glabras (sem pelos) também podem ser consumidas cruas. As sementes obtidas de frutos maduros podem ser consumidas cozidas em sopas e outros pratos. Também podem ser utilizadas para a extração de óleo, e torradas e moídas podem ser utilizadas como um substituto sem cafeína para o café.

 

 

Fontes:

Catálogo Brasileiro de Hortaliças. Embrapa/Sebrae. Brasília (DF), 2010.

Sites: Hortas.info

          Jornalagricola.wordpress.com

QUIABO

Produtos Relacionados

ALFACE

ALFACE

Nome popular: AlfaceNome Científico: Lactuca sativa L.Características: As folhas podem ser lisas o..

BRÓCOLIS OU         COUVE-BRÓCOLOS

BRÓCOLIS OU COUVE-BRÓCOLOS

Nome popular: Brócolis, brócoli, brócolos ou couve-brócolos Nome Científico: Brassica olerac..

BETERRABA

BETERRABA

Nome popular: Beterraba Nome Científico: Beta vulgaris L. Características: A maioria das espé..

CHUCHU

CHUCHU

Nome popular: Chuchu, machucho, caiota ou pimpinela. Nome Científico: Sechium edule Sw. ..

Tags: Quiabo