Nosso Fórum

Seja bem vindo! Você é nosso Convidado (Para participar, criar tópicos e responder mensagens, por favor efetue o seu login.)
PRODUÇÃO
Este é o espaço que utilizaremos para planejar os nossos plantios. Observo que o custo de produção é muito importante, pois o preço das Cestas serão calculados a partir de sua estimativa. Com a sua participação teremos preço justo, qualidade e variedade.
Administrador 21 Replies, 506 Views.

SÍTIO PÉ DE SERRA - PRODUÇÃO DE MAMÃO 

Prezado coprodutor, o mamão é uma fruta que nasce espontaneamente em nosso sítio. Ele não requer trabalho algum e nos dá boa produtividade, mas não apresenta características comerciais. Não se trata de uma fruta bonita e quando amadurece no pé, ele serve como alimento para os pássaros, macacos ou apresenta manchas pretas. Procuramos explicação com os técnicos da EMATER e eles nos disseram que esta é uma característica do clima ou solo da região. Por isso nós o mandamos para vocês verde para que o façam como chuchu ou abobrinha. 

Nesta semana será diferente, pois nós o colhemos no ponto de amadurecimento e, então realizamos um procedimento para que ele amadureça em sua casa. Acreditamos que vocês terão a oportunidade de experimentar um mamão delicioso como nós fazemos aqui no sítio com frequência. Mais uma vez foi um prazer dividir nossa experiência com vocês. Abraços,


Vander e Lorena. 

Administrador Latest update 2017-04-12 13:47:34

PLANILHA DE CUSTOS JUSTIFICADA A PARTIR DA ROTINA DO SÍTIO PÉ DE SERRA


Comunidade que Sustenta a Agricultura (CSA)

 

As CSAs se configuram de formas diferentes ao redor do mundo, mas alguns de seus princípios parecem comuns: relação direta entre produtor e consumidor, riscos e benefícios compartilhados e confiança mútua. Em geral, elas são colocadas em três grupos. 1º) Liderada pela comunidade: a comunidade forma o grupo, produz e promove a gestão do negócio; 2º) Liderada pelo produtor: o produtor forma o grupo, produz e promove a gestão do negócio; 3º) Parceria entre comunidade e produtor: a comunidade forma o grupo, o produtor cuida da produção e a gestão é participativa. Existe ainda o caso em que a comunidade cria uma empresa e produz para terceiros. (SALTMARSH, MELDRUM e LONGHURST, 2011).

Nós nos enquadramos melhor na 3ª opção, uma vez que um membro da sociedade civil organizou o grupo de consumidores e buscou parceria com os produtores locais. Em minha percepção, a reunião do dia 28/01/17 ratificou este enquadramento, pois os produtores e os consumidores pareciam buscar consenso para equalizar custo e preço. Além disso, parte do grupo mostrou interesse em conhecer melhor a planilha de custos ou ver de perto o processo produtivo. Estas inserções e as manifestações pelo WhatsApp dão a entender que boa parte desta comunidade extrapola as relações estabelecidas pelo mercado convencional.  

Por estudar Agricultura Urbana, percebi que o principal fator de insucesso deste negócio é a falta de habilidade do pequeno produtor para gestão. Em geral, ele não sabe calcular o custo de produção, não tem fácil acesso aos insumos e nem ao consumidor. Eu acredito que a CSA poderá minimizar estes problemas, uma vez que o consumidor é o principal responsável pelo sucesso do empreendimento. Então, decidi fazer parte desta comunidade com o objetivo de facilitar a criação de um modelo replicável e que permita expandir o grupo na grande BH. Estou certo que estes seis meses de experiência nos ajudarão a ajudar outras pessoas. Por isso, a após a reunião, decidi falar um pouco mais sobre o projeto do Sítio Pé de Serra.

 

CSA – Sítio Pé de Serra

Estrutura geral

Formação do grupo de coprodutores. O responsável pela formação inicial do grupo CSA – Sítio Pé de Serra foi o senhor Júlio Bernardes, gestor da CSA – Minas. Em geral, este profissional representa a sociedade civil e o seu objetivo é facilitar a relação entre produtores, consumidores, governo e mercado. No caso específico do Sítio Pé de Serra, optamos por investir em ferramentas de gestão e estamos cuidando pessoalmente da relação com os coprodutores.

Investimento inicial em infraestrutura para produção: poço; adequação do terreno; estrutura para irrigação; galpão para montagem das Cestas; motocultivador; veículo adequado para transporte de insumos e produtos; estufa; etc. O valor aproximado que eu e Lorena investimos para produzir foi de R$ 60.000,00.

Processo produtivo das Cestas

O processo produtivo das cestas não se limita exclusivamente a plantar e colher. Por se tratar de policultura agroecológica, o planejamento das atividades demanda tempo e é de grande importância. Além de planejar todas as rotinas do processo, também é fundamental a aquisição de insumos, a logística e a gestão financeira do negócio. No caso do Sítio Pé de Serra, eu e Lorena assumimos as funções de planejar, comprar, entregar as Cestas e receber o dinheiro dos coprodutores. A parte relativa ao plantio e a colheita é realizada por três empregados e às entregas são compartilhadas com a CSA – Minas.   

Demandas para produção agroecológica – princípios da Permacultura

Para evitar o uso de veneno, o Sítio Pé de Serra combate as pragas fazendo controle biológico e produzindo os seus próprios defensivos ou fertilizantes. Para isso, a criação de cachorros, galinhas e vacas é fundamental. As galinhas comem os cupins e fazem a capina dos canteiros. As vacas produzem esterco para o fertilizante, urina e leite para combater fungos e mosquitos nas hortaliças. Os cachorros espantam da horta os pássaros e os macacos. 

Atividades do Sítio Pé de Serra

- A rotina diária de trabalho da horta compreende preparar a terra, os canteiros ou covas, plantar, colher e montar as Cestas. Para as plantas prosperarem é muito importante fofar e adubar a terra, adubar as folhas, usar os defensivos orgânicos periodicamente e retirar dos canteiros as plantas invasoras.

- No curral, deve-se lavar a área de ordenha, ordenhar, colocar os bezerros para mamar, dar banhos nas vacas e bezerros para eliminar carrapatos e bernes, soltar as vacas, limpar curral, lavar cochos, apartar bezerros e prender as vacas à tarde.

- A rotina diária do galinheiro implica em observar a característica das aves e isolar para tratar caso haja problemas, abrir os galinheiros pela manhã, tratar com restos da horta e complementar com forragem ou milho (50 a 100 gs por ave/dia), limpar galinheiro e armazenar o esterco, lavar bebedouros e prender as aves á tarde.

- Quanto aos cachorros, deve-se colocar a ração de molho no soro e esperar inchar por 40 minutos antes de tratar. Ao tratar, observar a situação de cada um no que se relaciona a berne, bicho, carrapato e pulga. No caso de se identificar problemas, deve-se tomar providência de imediato, caso contrário, apenas dar banhos no final de semana. As vasilhas dos cachorros devem ser lavadas diariamente.

- A produção da ração orgânica para as vacas depende de cuidados diários com a capineira e a silagem é feita duas vezes por ano. A forragem orgânica de milho que damos para as galinhas e feita uma vez por semana. O fertilizante mais completo que usamos nos canteiros e folhas semanalmente é feito uma vez por mês e o fertilizante mais simples a base de urina de vaca é feito quase todos os dias.   

Depois de escrever sobre a proposta da CSA, meus objetivos e apresentar a rotina de trabalho do sítio, ficará mais fácil explicar a planilha de custo que lhes mostrei na reunião de 28/01/2017. Estes custos foram elaborados no dia 31/12/2016 e os valores foram estimados com base nos gastos efetivos do primeiro semestre da CSA – Sítio Pé de Serra.

Observo que não incluímos nos custos o meu trabalho e o trabalho da Lorena, pois somos voluntários. Não temos nenhum ganho financeiro direto com esta atividade, mas temos outros ganhos: justificamos a posse da terra, temos um objeto de pesquisa, geramos empregos, aumentamos a restituição do IR, economizamos caseiro, alimentamos bem, etc. Para o futuro, teremos benefício econômico direto se colocarmos nas Cestas mais que hortaliças: queijo, peixe, cogumelos, etc.

 

Custo de produção estimado

 

É importante destacar que estamos destinando média 50 m2 para cada coprodutor e que no último semestre trabalhamos com média de 20 m2. Seis meses de teoria e prática nos possibilitou perceber que devemos ofertar uma cesta mais equilibrada e que precisamos variar ao longo das semanas. Para que o projeto tenha sucesso, as Cestas precisam conter 4 tipos de folhas, 4 tipos de legumes, 2 frutas e 2 PANCs e, além disto, não poderá ser a mesma Cesta todas as semanas. Os custos abaixo consideram o melhoramento da Cesta. Em 2017, o Sítio Pé de Serra já plantou com este objetivo, agora é uma questão de tempo.

 

Insumos e Manutenção                                                                                                                                 R$ 2.593,37

                                                                                                                                         Estimativa Mensal

Análise do solo anual                                                       R$ 168,18                                        R$ 14,10

Correção da terra por trimestre 4.000 m2                      R$ 2.156,00                                     R$ 718,67

800 kg Calcário (16)                          R$ 176,00

500 kg Fosfato (10 sacos)                                R$ 480,00

600 kg Carvão (60 sacos)                 R$ 600,00

20.000 kg Esterco                              R$ 900,00

Sementes por trimestre *                                                    R$ 750,00                                         R$ 250,00

Mudas por mês                                                                                                                                 R$ 380,00

Implantação e manutenção (abacaxi, mandioca, frutíferas)                                                     R$ 30,60

Energia Elétrica   (média irrigação 800 m2 R$ 300,00) estimativa para 2.000 m2              R$ 750,00

Manutenção média mensal de bombas, tubulação, estufa, trator e cercas                             R$ 450,00

Relativo aos Insumos, devemos destacar que tentamos economizar no último semestre e concluímos que o efeito da economia se manifesta na qualidade dos produtos. Por isto, decidimos seguir a orientação exata da EMATER. Quanto à manutenção, os equipamentos utilizados no processo têm vida útil curta e demandam reparos periódicos. Por exemplo, as enxadas rotativas do Tratorito custam mais de R$ 400,00 e funcionam muito bem por apenas três meses. Elas se desgastam com o uso e precisam ser trocadas. Caso o produtor não considere os custos de manutenção, ele não terá mais como produzir depois de algum tempo.      

 

Mão de obra mensal para três trabalhadores                                                                                      R$ 6.160,00

                Salário mais horas extras em média                              R$ 3.900,00

                Contribuição previdenciária                                            R$ 780,00

                Férias e 13º Salário                                                            R$ 650,00

                Contribuição sobre férias                                                 R$ 130,00

                Moradia                                                                               R$ 700,00

Embora o plantio e a colheita não sejam as únicas atividades do processo produtivo, tratam-se das partes mais importantes. Neste caso, não basta ser técnico, precisa ter uma “Mão Boa”. Além disto, o plantador deve respeitar o tempo da natureza e por isso a sua jornada de trabalho não é padrão. Por exemplo, os melhores horários para regar as plantas diariamente são 6:30 e 17:30. Eles têm que dedicar exclusivamente a atividade, por isso devem morar na propriedade. No Sítio Pé de Serra ocupamos duas ou três moradias com os trabalhadores. Eles gastam água, luz e temos que dar manutenção contínua nas casas em que moram. Desta forma justificamos o valor de R$ 233,00 por trabalhador para cobrir estes custos. 

Remuneração para 4.000 m2 de terra + investimentos                                                                     R$ 1.891,60

Assim como os imóveis urbanos, os imóveis rurais também pagam impostos. Nós não pagamos condomínio, por outro lado, temos um custo muito alto para manter o terreno cercado e limpo. Observo que o mato cresce muito e o fogo é uma ameaça constante para quem mora na roça. Além disto, os vizinhos criam os seus animais soltos e os mesmos podem invadir as hortas e acabar com tudo. Além do mais, o valor do investimento precisa ter pelo menos a remuneração da poupança, caso contrário, não poderemos sonhar com o sucesso da CSA. Seria muito melhor para o dono da terra vendê-la e colocar o seu dinheiro na poupança.

Custo de produção para 60 Cestas                                                                                                             R$ 10.644,97

Depois que produzimos as Cestas ainda temos dois custos adicionais. Primeiro, a remuneração para o senhor Júlio, gestor da CSA, que é de 12,5% sobre o total bruto que nós recebemos. Observo que até este ponto não havíamos considerado o custo para mobilizar as pessoas e formar o grupo. E por fim, temos o custo referente à gestão financeiro que é de aproximadamente 6% também sobre o valor bruto que recebemos. O principal componente deste último é a taxa do Pagseguro. Ela varia entre 3,99% e 4,99% por cada operação e, além disto, nos é cobrado à parte um valor de R$ 0,40 por operação. A empresa demora de 20 a 40 dias para colocar o dinheiro em nossa conta bancária. O Banco também nos cobra uma taxa mensal para gestão do dinheiro.

Custo estimado para remunerar o Júlio (CSA)  (12,5%)                                                                     R$ 1.632,67

 

Custo estimado para gestão financeira de 60 Cestas (6%)                                                                  R$ 783,68

 

CUSTO MENSAL TOTAL PARA 60 CESTAS                                                                                    R$ 13.061,32      

CUSTO ESTIMADO POR COPRODUTOR (CESTA GRANDE)  R$ 217,69

 * Sementes (Rúcula, Couve, Rabanete, Beterraba, Cenoura, Mostarda, Quiabo, Pepino, Abóbora, Maxixe, Tomate, Espinafre). Mudas (Agrião, Pimentão, Acelga, Brócolis, Couve Flor, Cebolinha, Almeirão, Alface, Taioba, Salsinha).

 FAÇA O LOGIN E DEIXE SUA CONTRIBUIÇÃO CLIQUE AQUI

 

Administrador Latest update 2017-02-06 16:49:59

CESTA EQUILIBRADA


Prezado (a) coprodutor (a),

A meta do Sítio Pé de Serra é lhe oferecer uma Cesta balanceada com 4 hortaliças, 4 legumes, 2 frutas, 2 PANCs e variar os itens semanalmente. Como dissemos, este é um projeto de médio prazo, mas já estamos investindo e trabalhando para realiza-lo. Primeiro, destinamos 4.000m2 para a horta, mais de 50m2 exclusivamente para a sua produção. Depois, a partir das sugestões postadas em Nosso Fórum, definimos o que plantar em 2017. Dentre as novidades, já plantamos manga Palmer, mexerica, jiló, nabo, batata doce, etc. Agora plantaremos abacaxi, melancia, melão e Alho Poró. Além disso, revitalizamos nosso pomar que nos retribuiu com as jabuticabas desta semana.

Também fizemos parceria com o vilarejo de Ribeirão da Mata e lhe oferecemos mangas por um bom período. A partir dessa parceria esperávamos lhes enviar goiabas, mas elas estão com muito bicho, por isso não enviaremos. Por outro lado, os primos da Lorena estão conduzindo um limoeiro agroecológico na vizinhança. Por não se tratar de produção comercial, quase tudo está perdendo. Estou complementado nossa produção com estes limões e, dessa forma estamos gerando renda para os meninos que trabalham no limoeiro. Lembro a você que estas são medidas paliativas, pois as nossas frutas estão chegando. 

Obrigado,

Vander e Lorena.  

Administrador Latest update 2017-01-27 14:52:57

USO DO WhatsApp E CESTAS DE DEZEMBRO

Prezado (a) coprodutor (a),

Para a CSA – Sítio Pé de Serra, a principal característica de nossa parceria é a relação direta entre produtor e consumidor. Fazemos questão que você participe dos nossos planos, por isso iniciamos o projeto com a construção do site, nossa única ferramenta de gestão.  O WhatsApp nos serve apenas para recados curtos. Quanto às entregas de Dezembro, a proposta para interrupção nos dias 24 e 31 NÃO partiu de nosso sítio. 

Como gestores do Sítio Pé de Serra, eu e Lorena não acreditamos no WhatsApp como ferramenta de gestão. Embora útil, ele não nos permite recuperar em tempo hábil os dados para tomar decisões ou gerar documentos para consultas futuras. Por outro lado, o nosso site possibilita ao coprodutor: realizar ou atualizar o seu cadastro; pagar as suas mensalidades; solicitar produto ou entrega; sugerir o que plantar; receber informações sobre os itens da Cesta e, principalmente, participar do processo de gestão. Tudo se transforma em documentos e estes estão à disposição do grupo. Continuamos investindo para torna-lo ainda melhor. Neste caso, as relações que os coprodutores estabelecem pelo WhatsApp não nos atrapalha.

No que se relaciona a interrupção das entregas nestes dois dias de Dezembro, nós ficamos satisfeitos que grande parte do grupo tenha nos dado esta folga como presente. Entretanto, reconhecemos que alguns podem precisar das Cestas para o Natal e Ano Novo. Para estes casos, propomos disponibilizá-las no próprio Sítio nos dias 24 e 31 de Dezembro.   Caso queira pegar a sua Cesta, CLIQUE AQUI . Nós teremos satisfação em recebê-los. Além disto, como já falamos anteriormente, aquele que não concordar com a quantidade de produto que receberá em Dezembro, poderá descontar na mensalidade de Janeiro o valor que considerar justo.

Estou certo que todos nós queremos o sucesso deste projeto, por isso proponho que continuemos juntos para ajustá-lo. Esperamos que a CSA – Sítio Pé de Serra se torne um bom exemplo para outros produtores e consumidores. Muito obrigado,

Vander e Lorena.

Administrador Latest update 2016-12-04 17:43:53

Prezado coprodutor,

Estamos chegando ao final do primeiro semestre de CSA – Sítio Pé de Serra e neste ponto da caminhada temos boas e más notícias. A má notícia é que provavelmente a quantidade de produtos das próximas Cestas diminuirá. A boa notícia é que esta experiência nos mostrou que o projeto é viável e que poderá melhorar muito no próximo semestre. 

No mês de Abril deste ano fizemos o planejamento para atender, na perspectiva da CSA, aproximadamente 35 famílias de Julho a Dezembro. Vamos alcançar este objetivo, porém, sabemos que as Cestas não estão equilibradas no que se refere à quantidade de folhas, legumes e frutas. Além disto, não foi possível variar os produtos como gostaríamos ao longo das semanas. Os resultados deste semestre nos mostraram que produzir sem usar veneno é possível e que a nossa parceria frutificará com maior intensidade no ano que vem.

Nossa propriedade mede 40.000m2. Para produzir as Cestas deste semestre nós investimos em apenas 800m2 do terreno, em outras palavras, dedicamos 20m2 para cada coprodutor. Entretanto, no sistema produtivo agroecológico a terra precisa de muito descanso para que se mantenha produtiva. Esta foi á falha de nosso projeto, pois não demos conta de prever quanto tempo o canteiro deveria ficar parado depois da colheita. Os ensinamentos da natureza se manifestaram de imediato e vocês perceberão nas próximas Cestas: legumes pequenos, verduras com menos vitalidade, folhas furadinhas e falta de alguns produtos. Isto por muito pouco tempo, uma vez que aprendemos uma grande lição com o uso da terra.

Iniciamos o plantio do alimento que colheremos em Janeiro neste mês de Novembro. Desta vez, estamos usando 4.000m2 e dedicando mais de 60m2 de terra para cada coprodutor. Conseguimos contemplar quase todas as sugestões de plantio que vocês nos deram e para evitar intempéries investimos em estufa. Com o novo plano, acredito que será possível equilibrar as Cestas com 4 verduras, 4 legumes, 2 frutas e 2 PANCs. Além disto, estou certo que conseguiremos mandar Cestas diferentes semanalmente. Neste caso, variar é importante.  

A palavra chave do processo de produção/consumo denominado CSA é corresponsabilidade. Neste contexto, estamos muito felizes com o apoio do grupo. Praticamente todos foram solidários nos momentos que precisamos. Este apoio é encorajador. Em função do bom relacionamento que temos e dos atropelos deste período de transição, nós daremos liberdade a você de estipular o valor para a mensalidade de Dezembro. Neste caso, você poderá deduzir do pagamento de Janeiro a quantia que julgar justa depois que receber as Cestas de Dezembro. Ratificamos que estamos felizes com esta parceria e agradecemos muito a todos.

Vander e Lorena.

Administrador Latest update 2016-12-02 20:45:12

Oi Bruna! Enviaremos os frangos para o Museu em sua Cesta. Mandaremos por E-mail um link com o valor para pagamento. Obrigado.

Administrador Latest update 2016-11-14 20:39:14

Podem ser dois frangos, por favor!

Bruna

Bruna Latest update 2016-11-13 14:47:52

Que notícia boa!

Pode separar um franguinho pra mim.

Ele será entregue junto a próxima cesta?

Muito obrigada. Bruna 


Bruna Latest update 2016-11-13 14:02:49

Nesta fase do projeto, o Sítio Pé de Serra tem pelo menos dois bons motivos para agradecer e comemorar. Primeiro - por várias semanas consecutivas todas as nossas Cestas estão sendo entregues sem problema. Os coprodutores que estiveram impossibilitados de receber ou retirar os seus produtos, nos informaram com antecedência endereço alternativo para entrega. Desta forma, conseguimos evitar que as nossas Cestas ficassem esquecidas nos pontos de entrega. Segundo – estamos conseguindo promover uma gestão participativa na CSA – Sítio Pé de Serra. Mais de 70% de nossos coprodutores participaram, até o momento, da decisão relativa à parceria com a comunidade de Ribeirão da Mata. Obrigado a todos por isto.

Conforme planejado, nós já temos alguns frangos caipiras disponíveis para abater. Nós os alimentamos apenas com verduras e milho, não usamos produtos químicos. Caso tenham interesse, entrem em contato conosco. O preço de quilo é R$ 18,00 e não cobramos para abater, limpar e cortar. Observo que ainda não fizemos um planejamento financeiro para esta atividade, portanto não sei se este é um preço justo.

Acredito que todos saibam que este é um período crítico para o pequeno produtor, pois estamos saindo de uma seca prolongada e entrando em um período de pancadas de chuva. Ambas as situações violentam o processo produtivo. Faremos o possível para que o nosso fornecimento continue sem atropelos.  Para isto, iniciaremos plantio em estufa esta semana.

Abraços,

Administrador Latest update 2016-11-13 13:23:43

Oi Luciana! A participação de nossos coprodutores está nos orientando muito bem no que se relaciona ao plantio. Já estamos colhendo o Brócolis, já plantamos o tomate, batata doce e inhame que breve colheremos. As covas para o plantio de mexericas, limão e manga já estão preparadas. Vamos plantar abóbora vermelha e investiremos na produção do morango orgânico. Temos mamão nativo na propriedade, porém a região não é propícia e não fazemos boas colheitas dele. Conforme sugerido por outro coprodutor, plantaremos a melancia que nos dará uma colheita mais rápida. Vamos analisar as suas outras sugestões. Continue participando de Nosso Fórum. 

Abraços!

Administrador Latest update 2016-11-13 13:19:42

Sugiro morango, amora, laranja, maçã, mamão.

E também brócolis, couve-flor, tomate, abóbora vermelha (moranga), inhame, batata baroa (cenoura amarela).

Abraços!

Latest update 2016-10-14 13:20:28

Sugiro tambem mais brócolis, couve flor e rabanete.

Latest update 2016-09-16 00:29:13

Boa noite gente! Sugiro tomate, pepino, repolho, mais beterraba, mais cenoura, abobrinha, e frutas. 

Latest update 2016-09-16 00:26:02

Agradecemos muito todas as participações. Solicitamos que continuem participando e que incentivem a participação de outros coprodutores. Quanto às postagens que se relacionam ao plantio, pedimos paciência. A natureza tem o seu tempo para resposta e nós dependemos dela. Dentre as solicitações, vejam o que já plantamos: mandioca, banana, pepino, abobrinha, quiabo e, além disto, estamos encaminhando o plantio da batata. Quanto as frutas, nós estamos investindo para revigorar o pomar que já tem laranja, abacate, acerola, carambola, limão e manga. Breve poderemos investir na melancia que dará em um tempo mais curto, porém, precisamos irrigar o pomar, da mesma forma que fizemos com a horta, para não ficarmos a mercê das chuvas. Também propomos alguns desafios como, por exemplo, o plantio do morando sem o uso de agrotóxicos. Nesta mesma linha, já estamos plantando o tomate.

O nosso projeto está se tornando cada vez mais participativo e agradeço a todos por isto. Parabéns aos coprodutores que estão utilizando este espaço também para conscientização, pois esta é nossa obrigação social. Obrigado.   

Administrador Latest update 2016-09-02 15:06:14

Bom dia,

Sugiro utilizarmos dados científicos/estatísticos elaborados por instituições reguladoras que realizam pesquisas sobre a qualidade de alimentos como partida na definição de quais culturas darmos prioridade em plantarmos ou não, acredito que essa atenção contribui para: menor exposição a alimentos contaminados, prevenção de doenças, trazer informações relevantes aos participantes do grupo CSA Sitio Pé de Serra, entre outros. Mas é claro que não apenas esses rankings deverão servir de apoio a produção, sempre deveremos nos atentar ainda as condições climáticas e geomorfologicas nas quais o Sitio Pé de Serra está inserido.

Como exemplo, encaminho uma tabela elaborada pelo Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) iniciado em 2001 pela Anvisa, que tem o objetivo de avaliar continuamente os níveis de resíduos de agrotóxicos nos alimentos de origem vegetal que chegam à mesa do consumidor. O PARA é coordenado pela Anvisa que atua em conjunto com as Vigilâncias Sanitárias (VISA) e com os Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen), mais informações disponíveis em:  http://portal.anvisa.gov.br/programa-de-analise-de-registro-de-agrotoxicos-para 

Resultado de imagem para tabela alimentos com agrotoxico do mapa


Abraço,

Bruna Almeida

Bruna Latest update 2016-08-31 14:51:04

Vander,


Como sugestão de plantio, plantas que dão com muita facilidade e fartura, além de serem bastante saborosas:

Quiabo, Mandioca, Abobrinha Abobora, Melancia, Berinjela, etc.


Alexandre Latest update 2016-08-26 14:41:25

Oi Eduardo!

Muito obrigado pela contribuição. A Azedinha prefere ambientes mais escuros, por isto acredito que ela se adaptará bem ao cantinho, próximo ao galinheiro, que estamos preparando para Ervas. Neste espaço, já estamos cultivando Salsinha e Hortelã  Pimenta e vamos prepará-lo para receber a Azedinha e outros. Você sabia que esta planta é boa para os rins por ter efeito diurético? Pois é, a Panaceia também é diurética e boa para os rins, entre outras coisas. Esta é nativa do nosso terreno e já a colocamos na última cesta. Obrigado pela visita. Abraços,

Vander.

Administrador Latest update 2016-08-24 19:23:04

Saudações Sítio Pé de Serra! 


Sugiro o cultivo da azedinha.

Abs

Eduardo Nobre

Latest update 2016-08-22 19:45:16

Boa Tarde! Sugiro o plantio de frutas: banana, morango, laranja, abacate, melancia..., e tb legumes como abobrinha, pepino e berinjela e outros.

Obrigada.

Maria José 1 Replies, 7 Views.


Maria José, o Sítio Pé de Serra possui um pomar bem formado, mas que produz apenas nos períodos chuvosos. Depois que assumimos compromissos com a CSA formulamos bons planos para melhorar a produtividade de frutas. Muito em breve estaremos usando a energia solar para irrigar o pomar, ação que possibilitará colheitas ao longo do ano. Quanto aos legumes, os pés de abobrinhas e pepinos estão lindos e logo estarão nas cestas. Aceitamos a sugestão para o plantio da Berinjela e vamos programá-lo. Muito obrigado. 

Administrador Latest update 2016-08-21 04:00:19

Administrador Latest update 2016-08-22 14:24:32

Oi Bruna! Obrigado pela sugestão. Já estamos planejando um cantinho para temperos. Acredito que breve teremos novidades. O Cará também já está nos planos e a mandioca já está plantada. Embora mandioca seja uma delícia, trata-se de um plantio anual. Em geral, as pessoas que plantam mandioca lidam com monocultura. A mandioca que plantamos dará colheita no início do próximo ano e será suficiente para duas semanas apenas. Pensaremos na batata. 

Administrador Latest update 2016-08-04 01:33:57

 Bom dia, gostaria que fossem inseridos em nossa horta mais legumes como: batata, inhame, mandioca....bem como, temperos: hortelã, manjericão, tomilho, salsinha crespa. Gratidão!!

Bruna Latest update 2016-07-29 13:56:31
Atenção!
Deseja apagar esta mensagem?
OK
Cancelar